Facebook e Instagram Ads

Gosta de utilizar redes sociais? Nós gostamos e estatisticamente o resto do mundo também, com cerca de 40% online de forma ativa. Desde a afirmação dos smartphones no início deste século que os utilizadores do Facebook e, mais recentemente, do Instagram são cada vez mais e passam mais horas na Internet. Estas audiências fazem com que os canais digitais passem a ser muito apetecíveis para as marcas, mas será possível ter uma forte presença nas redes sociais, sem apostar em Facebook e Instagram Ads?

Media Online vs. Media Tradicional

As redes sociais, que começaram por ser uma nova forma de contacto entre pessoas, mudaram também o contacto das marcas com o consumidor.

Este novo tipo de comunicação deixou de ser unilateral, como é o caso dos meios de comunicação tradicionais (outdoors, MUPI, anúncios de TV e rádio, etc…) para passar a ser bilateral com o consumidor.

Com uma comunicação bilateral o consumidor passa a poder dar constantemente o seu feedback à marca, permitindo perceber o que o público procura, adaptar o posicionamento da marca para melhorar os seus resultados e ainda medir o sucesso e insucesso das comunicações publicitárias.

Outra das grandes vantagens é o facto de se poder segmentar o público com o qual queremos comunicar (por interesses, idade, sexo, localização, etc.) fazendo com que cada cêntimo que gastamos em campanhas de Facebook e Instagram Ads não seja em vão, contrariando os media tradicionais.

Importância de investir em Facebook e Instagram Ads

Pois bem, já todos sabemos que “não há almoços grátis” e, para as redes sociais, estes almoços também implicam investimento.

As redes sociais começaram a perceber que o feed das pessoas começou a ficar inundado pelas marcas que, ao ver o potencial destes canais começaram a usá-los como um meio publicitário.

Foi aí que o Facebook percebeu que era preciso pôr um preço na comunicação, reduzindo a incidência das marcas e, quiçá ganhando uns “trocos”. Os posts orgânicos das marcas passaram a ser preteridos pelo algoritmo da rede, chegando, por vezes, a apenas 2% da sua comunidade.

Se pensarmos bem, mesmo gostando de seguir marcas e de comunicar com elas enquanto consumidores, preferimos continuar a saber o que anda a fazer o nosso primo que emigrou para a Suíça. Se o Facebook ou o Instagram não tivessem reformulado o algoritmo, estar a navegar nas redes poderia ser o mesmo do que ver um canal de televisão só de publicidade, com consequente abandono por parte dos consumidores.

No entanto, investir nas redes sociais continua a ser muito mais barato do que nos media tradicionais. E, ao conseguirmos segmentar o público, garantimos que não gastamos em publicidade para um público que não é o alvo.

Nas redes sociais, um investimento muito pequeno permite-nos obter ótimos resultado, além do muito útil feedback do consumidor e ainda ver métricas que podemos analisar.

A eficiência das ferramentas que nos permitem fazer Facebook e Instagram Ads

Hoje, as redes sociais têm ferramentas que permitem criar campanhas detalhadas e segmentadas para múltiplos objetivos.

É possível programar uma campanha focada em vendas online, divulgação da marca ou angariação de novos seguidores para aumentar o tamanho da sua comunidade.

Pode ainda optar por redirecionar a audiência para o website, aumentando o tráfego para conteúdos diferentes e mais detalhados sobre a sua marca ou negócio. Este tipo de promoção pode ser importante sobretudo no tempo que medeia entre o lançamento de um website e um SEO que coloca o negócio no topo dos resultados do Google. Ao criar uma campanha de tráfego está a ativar os conteúdos online de forma simples, eficaz e com custo reduzido, mesmo antes de estes poderem ser encontrados nos motores de busca.

E claro, quando falamos em Facebook e Instagram Ads não podemos deixar de falar em remarketing. Já lhe aconteceu pesquisar sobre uma viagem e começar a vê-la surgir nos dias seguintes onde quer ande online? Pois bem, está a ser alvo de remarketing.

Esta técnica permite voltar a impactar uma pessoa que já tenha contactado com a marca ou negócio em algum momento. Além de evitar o esquecimento da marca, esta técnica tem mostrado ótimos resultados nas redes sociais, com taxas de engagement que triplicam e taxas de conversão que duplicam face a outros públicos e outras técnicas.

Imaginemos que tem um negócio de hotelaria e fez uma campanha de anúncios de Facebook e Instagram redirecionando o público para a área de reservas. Até ao seu website chegaram muitas pessoas, mas percebeu que apenas cerca de 20% de facto reservaram alojamento. Neste caso, a ferramenta de promoção online permite-lhe criar uma nova campanha de remarketing focada apenas em quem acedeu ao site para que possa voltar a impactar quem já mostrou interesse no seu negócio.

As técnicas e opções são inúmeras e a beleza da estratégia e do investimento online é que podemos parar ou modificar em qualquer momento, ajustando de acordo com os resultados.

No momento de criar uma promoção online, sugerimos sempre aos nossos clientes a inclusão de variações de um mesmo anúncio, sejam elas na mensagem ou na imagem. Várias opções permitem-nos a perceber qual tem mais impacto no público e em que versão devemos investir para obter melhores resultados.

Na MIB trabalhar marcas é a nossa paixão e somos responsáveis por várias páginas de Instagram e Facebook de marcas como o vinho Cabeça de Toiro, Herdade do Touril, Hotel Cascais Miragem e Restaurante Eleven.

Precisa de ajuda para comunicar a sua marca e fazer promoção nas redes sociais? Envie-nos a sua “Message in a Bottle” e aguarde a missão de salvamento!

 

by Message in a Bottle