Estabelecer uma relação próxima e privilegiada com a imprensa é um processo rigoroso e delicado, que se constrói com tempo.

Por isso, partimos da mais comum forma de enviar informação: um comunicado de imprensa. A questão a levantar não é como escrever um comunicado, mas como escrever um comunicado de imprensa que seja eficaz.

Desta forma, o uso de ferramentas adequadas sempre que é enviada informação, torna-se determinante para todo o processo. Por essa razão, vamos falar de uma das ferramentas indispensáveis para dar credibilidade e valor acrescentado à informação que transmite: a imagem.

Já que o cérebro humano processa imagens 60.000 vezes mais rápido do que processa texto, há que tirar partido desta ferramenta fundamental na transmissão de uma mensagem.

Assim, o conjunto de aspetos a ter em conta para reforçar a mensagem e otimizar todo o processo são os seguintes:

    1. Deve ser usada uma fotografia profissional: focada, iluminada, com contraste e enquadramento adequado;
    2. A imagem deve ter qualidade para publicação e um formato que possa ser lido em qualquer computador, JPG é o formato universal;
    3. Deve adaptar a resolução e o tamanho da imagem ao meio a que de destina: jornal, revista, website, blog;
    4. Sempre que possível deve estar disponível o formato horizontal e vertical;
    5. Devem ser incluídos os créditos;
    6. Deve ser dado um nome à imagem que descreva o conteúdo da mensagem;
    7. A imagem deve transmitir claramente a emoção pretendida, de acordo com a informação que acompanha.

Em conclusão, usar imagens para acompanhar um comunicado de imprensa é fundamental para, mais que ilustrar, acrescentar verdadeiro valor à informação veiculada e tornar a leitura mais rápida e eficaz.

by Mónica Antunes, Communications Manager na Message in a Bottle